A busca por metodologias que tornem a gestão de projetos mais eficaz faz parte do dia a dia de gestores. Nesse cenário, as metodologias ágeis estão ganhando o mercado, uma vez que elas foram capazes de tornar fluxos de trabalho mais fluidos e com maior integração. 

Mas os métodos ágeis são realmente mais eficazes do que as metodologias tradicionais? É possível criar rotinas eficientes com facilidade? Saiba mais no nosso post de hoje!

O que é a metodologia ágil?

Inicialmente implementados em ambientes de desenvolvimento de software, as metodologias ágeis são voltadas para a entrega rápida de etapas, com um alto nível de automação e integração de profissionais. Além disso, a gestão de tarefas é descentralizada, dando mais poder aos times e, assim, agilizando um conjunto de rotinas operacionais.

Ao adotar os métodos ágeis, a empresa amplia a sua capacidade de entrega de resultados e passa a ter maior capacidade de resposta ao mercado. Como os projetos serão divididos em etapas, modificações não terão um grande impacto nos prazos e feedbacks poderão ser aplicados continuamente.

Como ela pode impactar a gestão de projetos de uma empresa?

Os modelos de gestão de projetos ágeis estão sendo escolhidos por um número de empresas que aumenta diariamente. Eles são mais flexíveis, com maior integração e capazes de promover mudanças com prazos menores.

Entre as principais vantagens das metodologias ágeis, podemos destacar:

1. Equipes mais integradas

Por ter uma gestão menos centralizada e times trabalhando lado a lado, os métodos ágeis facilitam a criação de um ambiente de trabalho mais integrado. Dessa forma, a resolução de problemas se torna mais simples e o impacto de falhas operacionais é reduzido.

2. Diminuição do tempo de execução de projetos

Várias iniciativas corporativas são canceladas pela falta de aderência a prazos. Com as metodologias ágeis, a empresa pode reduzir o tempo necessário para a entrega de produtos, seja por meio do aumento do nível de automação ou por meio de processos com maior fluidez.

3. Ganho de produtividade

Ao dividir o projeto em etapas menores, times podem trabalhar com uma pressão reduzida e, consequentemente, com maior produtividade. Cada ciclo passará por verificações regulares, permitindo a melhora contínua do trabalho de todos os profissionais.

4. Mudanças não passarão a ter um impacto negativo no produto final

As metodologias ágeis dão um maior poder de adaptação da empresa a mudanças que podem ocorrer durante um projeto. Assim, a companhia terá um diferencial maior frente aos seus concorrentes, já que a resposta às demandas de clientes será feita com mais velocidade.

Quais as principais diferenças entre a metodologia ágil e as metodologias tradicionais?

As metodologias tradicionais tendem a ver a criação de um produto como um todo. Diante disso, todo o projeto terá uma única etapa responsável pela entrega de resultados. Por outro lado, uma metodologia ágil prevê maior flexibilidade, entregando resultados continuamente. Isso permite que mudanças sejam feitas com mais agilidade, tornando o produto final mais alinhado com as expectativas do cliente.

As metodologias ágeis promovem uma grande mudança na cultura interna de um empreendimento. Pessoas vão trabalhar em times mais compactos e com maior integração, ao contrário do que ocorre em iniciativas gerenciadas por meio de metodologias tradicionais, em que equipes atuam em times maiores e com menor integração.

E ai, gostou do nosso texto? Então compartilhe-o nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

Fechar Menu