Como funciona o marketing para empresas de serviços?

Como funciona o marketing para empresas de serviços?

Quando a entrega que se faz ao cliente é tangibilizada em um produto, as estratégias de marketing, naturalmente, são focadas na solução proporcionada por esse produto e em seus benefícios e atributos diferenciados. Mas e o marketing para empresas de serviços, como funciona?

Empresas que trabalham com a  prestação de serviços, especificamente, apresentam processos e características próprias que se diferenciam da venda de produtos.

No artigo de hoje, você saberá mais sobre o que é e como funciona o marketing para empresas de serviços e como o Marketing Digital pode ajudar marcas desse segmento a construírem valor. Confira a seguir.

    • que caracteriza o marketing para empresas de serviços?

Como vimos, o marketing para empresas de serviços é aplicável a todo modelo de empresas que fazem entregas mais intangíveis a seus clientes por meio de serviços que solucionem suas dores.

Nesse contexto, podem ser apontados quatro atributos que caracteriza um serviço e que devem ser levados em conta no marketing para empresas de serviços:

  • Intangibilidade: independentemente do valor, um serviço sempre será marcado por sua intangibilidade. Ou seja, sua avaliação e divulgação envolvem uma subjetividade. Subjetividade essa que pode acabar trazendo um obstáculo na hora de convencer futuros clientes sobre a contratação de um serviço.
  • Inseparabilidade: o serviço, em algum nível, sempre estará associado ao profissional que o presta. Isso pode ocorrer em um nível físico, como um caixa de supermercado, por exemplo. Ou, ainda, apenas em determinados momentos, como em um suporte técnico. O nível mais distante da inseparabilidade possível seria no campo mental, como em uma consultoria ou em um curso, por exemplo.
  • Heterogeneidade: um serviço nunca é exatamente igual ao outro. Variações na forma como ele é executado podem ocorrer, seja por parte de quem presta o serviço ou seja por influência do cliente. Nesse contexto, é preciso buscar uma experiência mais padronizada ao cliente.
  • Perecibilidade: serviços não podem ser guardados em um estoque. Quando sua empresa oferece um serviço, ele tem sua relevância para um momento específico. Com isso, temos a sazonalidade e o conflito de oferta e demanda.

É importante notar que o marketing para empresas de serviços deve estar pronto para gerenciar todas essas características. Assim, valores concretos são agregados para minimizar a intangibilidade. A inseparabilidade exige capacitação dos profissionais envolvidos. Treinamento e padronização ajudam a solucionar a heterogeneidade. E a perecibilidade pede por formas de trabalhar a oferta em si.

    1. 7 Ps das empresas de serviços

O planejamento de marketing para empresas de serviços exige conhecimento sobre suas bases de atuação, ou seus 7 Ps. São eles:

  1. Produto: o produto, nesse caso, é o resultado que esse serviço gera. Nas estratégias de marketing, é preciso que o cliente enxergue o produto contido no valor contido na prestação de um serviço.
  2. Preço: a intangibilidade e a heterogeneidade são obstáculos para o preço. Valores são subjetivos e podem variar muito de acordo com o segmento do serviço. Por isso, é importante investir em padronização e qualificação nas estratégias de marketing e de atendimento.
  3. Praça: o local onde o serviço será realizado. Isso impacta totalmente a qualidade e tomada de decisão dos clientes. Afinal, a definição desse local envolve logísticas, estruturas, prazos e muitos outros aspectos que devem estar evidentes em todos os pontos de contato.
  4. Promoção: trata-se da forma que o serviço será divulgado. Isso envolve, claro, mensagem e linguagem. E uma promoção de sucesso é aquela que consegue trazer inovação, valor e conquistar os clientes impactados pela comunicação.
  5. Processos: clientes têm expectativas sobre os serviços que desejam contratar. Definir e desenvolver processos ajuda não só a corresponder com essas expectativas, mas também a definir a eficiência do serviço, fortalecendo seu marketing e sua credibilidade.
  6. Pessoas: serviço e prestador de serviço são inseparáveis. Isso significa que é preciso qualificar os profissionais que o representam em todos os níveis. Da linha de frente à gestão, todos os colaboradores são pessoas buscando satisfazer clientes e alcançar um padrão de qualidade. Esse aspecto mais humano é cada vez mais valorizado e deve ser trabalhado em uma estratégia de marketing para empresas de serviços.
  7. Palpabilidade: a proposta de valor. Aquilo que o cliente enxerga quando vê um serviço sendo divulgado. Quanto maior a palpabilidade, maiores serão as chances de conversão de um potencial cliente.

Aplicando o marketing para empresas de serviços

Atualmente, a divisão entre produto e serviço pode parecer mais difícil de ser determinada. Canais de marketing digital como lojas virtuais, blogs e redes sociais trazem ambos. Portanto, é preciso que sua estratégia de marketing para empresas de serviços esteja bem estruturada.

Na hora de trabalhá-lo, busque um posicionamento relevante para seu cliente. Tenha foco nas pessoas que demandam seus serviços e em quais etapas do ciclo de vendas elas se encontram. Planeje uma abordagem para cada um dos aspectos do marketing para empresas de serviços.

Ainda, é importante incluir ações de Marketing Digital e de Marketing de Conteúdo em seu mix de marketing. O conteúdo ajudará a captar pessoas que estão fazendo buscas sobre serviços que possam resolver seus problemas e a gerar uma captação mais qualificada. Essas ações ajudarão, ainda, a gerar credibilidade para o negócio e a reduzir seu Custo de Aquisição do Cliente (CAC).

Que tal começar a aplicar o marketing para empresas de serviços? Sua gestão precisa gerar resultados, mas não sabe por onde começar? Baixe gratuitamente nosso eBook Guia definitivo sobre Marketing de Conteúdo e aprenda como aproveitar suas táticas!

guia-definitivo-sobre-marketing-de-conteúdo-footer

Fechar